FALE CONOSCO: (67) 3409 1234

Copasul - Cooperativa Agrícola Sul MatoGrossense
Download NFe/XML Webmail

whatsapp_image_2019_02_12_at_15_04_27

O sorgo como uma alternativa ao produtor rural

12, Fev de 2019
Voltar

  O sorgo se caracteriza como uma cultura rústica, com boa capacidade para suportar a falta de água e para se adaptar em um solo com uma fertilidade em construção e mesmo com esses fatores adversos, consegue atingir uma boa produtividade. Diferenciais que fazem dele uma alternativa em substituição ao milho safrinha. O milho, por exemplo, necessita de cerca de 600 milímetros de chuva durante o ciclo, já o sorgo, precisa de cerca de 350.

 A cultura, como uma alternativa foi tema de uma reunião com cooperados na sede da Copasul no dia 11 de fevereiro. Na oportunidade, o especialista da Embrapa, pesquisador Cícero Bezerra, fez uma contextualização sobre as principais características da cultura. "Nessas mudanças climáticas atuais, de incerteza, o sorgo se apresenta como uma cultura com boa tolerância a seca, podendo aguentar mais de 20 dias sem água e também tem um custo mais baixo de produção, se for comparado ao milho. Isso acaba tornando ele uma opção muito boa para o produtor. Lembrando que ele é recomendado como mais uma opção para a safrinha. Há também um paradigma sobre o efeito alelopático, porém, se a cultura for bem conduzida, com uma boa dessecação, esse efeito não passa de 15 dias, viabilizando o plantio normal para a cultura pós-sorgo", comentou Bezerra.

  A reunião também contou com a participação do produtor Edimar, da fazenda Jotabasso que comentou sobre a experiência positiva que estão tendo em regiões como Ponta Porã. O Gerente do Departamento Agronômico, Anderson Guido também apresentou os custos médios de produção, que são bem menores no comparativo com outras culturas, o que diminui o risco de investimento. 

]