FALE CONOSCO: (67) 3409 1234

Copasul - Cooperativa Agrícola Sul MatoGrossense
Download NFe/XML Webmail

whatsapp_image_2018_03_22_at_15_04_51

Colaboradores participam de Congresso sobre mandioca

22, Mar de 2018
Voltar

  Com o objetivo de atualização e para ampliar conhecimentos sobre a mandioca, um grupo de colaboradores da Copasul participou do XVII Congresso Brasileiro e II Congresso Latino-Americano e Caribenho de Mandioca, realizado em Belém, capital do Pará, no Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Foi uma oportunidade de imersão na cultura da mandioca e em diversos produtos comercializados naquela região, que levam o produto como base. 

  O evento reuniu representantes da cadeia produtiva de mandioca de todo  Brasil, estudantes, instituições de ensino, técnicos, empresários e também representantes das Fecularias da região do Paraná e Mato Grosso do Sul, como a Copasul de Naviraí. Nas palestras foram apresentados temas importantes relacionados a cultura e a cadeia produtiva da mandioca, como o melhor aproveitamento dela para a produção de alimentos funcionais; como ingrediente que oferece benefícios a saúde e segurança alimentar; mercados diferenciados, e a capacidade da mandioca em alcançar vários nichos de mercado, tanto na alimentação humana e animal, através das indústrias de Fécula e Farinha.

  “O Congresso realizado este ano na região de maior produção de mandioca do Brasil, mostrou a essência da cultura da mandioca na região, totalmente voltada para a agricultura familiar, onde foi possível conhecer de perto as técnicas de cultivo, manejo e sua utilização, como base da alimentação local. Um dado que me chamou atenção em uma das palestras apresentadas por pesquisadores da Embrapa, é que a mandioca é um dos principais alimentos energéticos consumidos por mais 700 milhões de pessoas, principalmente em países em desenvolvimento. No ponto de vista geral, penso que o Congresso foi um sucesso, pois abordou vários assuntos, desde a implementação de Biosdigestores nas Fecularias e seus resultados, produção de mandioca, manejo de pragas, identidade geográfica da mandioca, como também, as demandas do setor alimentício por um  produto saudável”, disse Jocivaldo Aragão, Gerente da Fecularia Copasul e um dos participantes do evento, ao lado dos colaboradores, Anderson Guido, Gerente Técnico do Departamento Agronômico, Antonio José Meireles Flores (TUCA), consultor Técnico do Departamento, Cleiton Zebalho, da Assistência Técnica, Marcos Rogerio Martinez, assistente comercial de fios e fécula, e Danieli Ribeiro, supervisora de Garantia de Qualidade da Fecularia.

  De acordo com Jocivaldo, outro ponto importante também divulgado no evento, foram os trabalhos que estão sendo desenvolvidas por centros de pesquisas alimentares como o ITAL (Instituto de Tecnologia de Alimentos) de São Paulo, onde estudos há estudos com  derivados da mandioca para produção de Pães, torradas, bolos, biscoitos tipo cookie, barras de cereais, onde são adicionados em suas composições quantidades do FARELO DE MANDIOCA, que podem chegar a 40%, visando produtos ricos em fibras. No Rio Grande do Sul, pesquisas estão desenvolvendo farinhas feitas com as folhas e com o farelo da mandioca. Sendo alimentos que podem incorporar à alimentação escolar.