FALE CONOSCO: (67) 3409 1234

Copasul - Cooperativa Agrícola Sul MatoGrossense
Download NFe/XML

sede_aerea_2

Copasul rumo ao primeiro bilhão

10, Abr de 2017
Voltar

Apesar de um ano atípico no cenário econômico nacional, a cooperativa alcançou em 2016 a realização de diversos projetos e agora está próxima de antecipar uma meta: o faturamento de 1 bilhão

   Em meados de 1978 a ideia de uma cooperativa parecia algo audacioso demais para um pequeno grupo de cotonicultores de Naviraí, Sul do Mato Grossodo Sul. Através de muito esforço, ousadia e confiança, aquele plano que parecia algo impossível, ganhou corpo, associados e nome: nascia a Copasul, Cooperativa Agrícola Sul Matogrossense. Hoje, com 38 anos, tudo indica que em 2017 a Cooperativa irá concretizar um grande projeto: o faturamento do primeiro bilhão.

   Desde 2012, quando a meta de 1 bilhão foi lançada no planejamento estratégico da Cooperativa, várias ações foram sendo adotadas para o crescimento e expansão dos negócios. O resultado dessas ações é um crescimento contínuo nos últimos anos. Em 2011 o faturamento foi 386 milhões e em 2016 mais de 977 milhões de reais, o que significa uma média de crescimento de 20,4% ao ano.

   “Nos últimos cinco anos os principais investimentos da Copasul foram voltados para ampliação da infraestrutura para recebimento e armazenagem de grãos, ampliação e modernização da área industrial e atualização tecnológica no campo. A Copasul aumentou em mais de 125% sua capacidade armazenadora de grãos, praticamente triplicou o número de municípios com unidades, além de modernizar e ampliar sua área industrial. Continuamos investindo fortemente na assistência técnica prestada aos associados e no fornecimento de insumos agrícola, cujo faturamento teve um crescimento acima de 250% nesses últimos cinco anos”, disse o Gerente da Divisão Financeira, Comercial e Administrativa, Vanderson Brito.

   Hoje a Copasul está presente em 7 municípios e possui 16 unidades, sendo 7 de recebimento de grãos, 2 unidades industriais, 1 unidade de distribuição de insumos, 1 unidade de irrigação, 2 unidades agropecuárias, 2 unidades de difusão de tecnologia e a sede administrativa. São aproximadamente 500 colaboradores e mais de 900 associados. A capacidade estática atual de armazenagem é acima dos 7 milhões de sacas, sendo que só em 2016, foram recebidas um total superior a 13 milhões. Investimentos para o recebimento de grãos também têm crescido para atender a demanda do cooperado. O Silos Naviraí (ou Aeroporto, como é mais conhecido), é o maior do Estado localizado em uma única unidade e hoje, já estão em andamento as obras de construção de uma unidade armazenadora em Amandina, distrito de Ivinhema.

Cooperado

            A evolução no campo é um fator de grande importância, seja pela tecnificação ou pelo profissionalismo. Para atender esse produtor, a Copasul tem investido em um corpo técnico qualificado e em capacitações e Dias de Campo. Em 2011 a área plantada dos associados era pouco mais de 60 mil hectares e hoje é superior a 120 mil hectares. Além da assistência técnica, o fornecimento de insumos é outra área de atuação da cooperativa. Só no ano passado, o setor registrou crescimento de 15% em faturamento. Em 2017 será concluído o novo Centro de Distribuição de Insumos, com 6 mil m² que vai otimizar a entrega de insumos aos cooperados. Pensando em oferecer mais um auxílio para a safra, foi firmada em 2015 a parceria com a Valmont, fabricante dos Pivôs Valley para irrigação, oferecendo essa tecnologia ao cooperado. O setor fechou 2016 com faturamento de 6 projetos, e prospecção de mais de 80.

Industrialização

   Em 2016 a Fiação completou 20 anos e a fecularia 4, sendo que em ambas, os números de produção e faturamento foram muito expressivos, devido ao aumento da produção e valor comercial. Na fiação, foram 9 mil toneladas de fios produzidos, e um faturamento superior a 88 milhões de reais, o que significa um aumento de 71% em relação ao ano anterior. Na fecularia quase 27 mil toneladas de fécula, com faturamento de 47 milhões, significando crescimento de mais de 70%. “A industrialização da Copasul é um dos pilares para o seu crescimento sustentável. Os investimentos realizados nos últimos anos (implantação da fecularia e sua ampliação de produção e a modernização das fiadeiras bobinadeiras da Fiação) demonstram um firme propósito de continuarmos nosso planejamento de crescimento da agroindustrialização. Acredito que o agronegócio brasileiro possibilitará enormes oportunidades e espero que a Cooperativa continue com a visão de crescimento e desenvolvimento, através da agregação de valor ao produto produzido por nossos associados”, disse o Gerente da Divisão Industrial e de Novos Negócios, Adroaldo Taguti.

Avanços
            O ano de 2016, em especial, significou o ano da concretização de grandes projetos, como a inauguração da Unidade de Irrigação e de Nova Andradina. Além disso, a unidade de Novo Horizonte do Sul foi ampliada com a construção de 3 Silos com capacidade de 150.000 sacas cada e no Silos Itaquiraí com a conclusão da 2ª linha de recebimento e a construção da 2ª moega. Em Amandina, Distrito de Ivinhema, a construção de uma unidade de recebimento deve ser concluída em junho 2017. Tudo isso prioriza a atualização e crescimento da Cooperativa, tornando-a sempre uma referência em produtos e serviços.

 Foco nas pessoas

   Para qualificar e capacitar seus públicos, a Copasul investe em diversos treinamentos, beneficiando cooperados e colaboradores. No ano passado, foram aproximadamente 20 mil horas de treinamento para colaboradores, com cursos que variam desde a capacitação técnica até a comportamental. Nos últimos anos, novos programas de liderança foram incorporados à rotina dos colaboradores. Os cooperados, além de receber assistência técnica e fornecimento de insumos, têm a oportunidade de acompanhar os avanços tecnológicos e a difusão de conhecimento, em ações como as Jornadas Técnicas da Soja, o Rally do Milho e Simpósio da Soja.

 Crescer pelas óticas sociais e ambientais

   A Copasul sempre esteve preocupada com as comunidades onde está inserida, para isso apoia e investe em diversos projetos sociais. Só em 2016 foram auxiliados mais de 20 projetos e iniciativas de instituições religiosas, colégios e organizações. O Coopermirim e o Beisebol para a Vida são os projetos apoiados pela Copasul mais conhecidos. O primeiro, uma cooperativa mirim de reciclagem de papel, existe desde 2005 e beneficia alunos do 6º ao 9º da Colégio Odércio Nunes de Matos. Os alunos recebem noções de cooperativismo, trabalho em equipe e aprendem a reciclar papel. Já o Beisebol para a Vida apresentou o beisebol para mais de 200 meninos em 10 anos. Além disso, a Copasul participa todos os anos de ações de voluntariado como o Dia C, que só em 2016 envolveu mais de 70 voluntários da Copasul e beneficiou 5 projetos. Nos últimos anos, as ações sustentáveis têm crescido globalmente. Na Copasul, principalmente na área industrial, diversas iniciativas têm sido adotadas com medidas de economia de água e energia. Em 2015 a fiação foi a primeira do ramo no estado certificada pelo Selo Ambiental do Programa Senai de Ecoeficiência, no ano passado, a certificação foi renovada e houve um avanço para o Selo Azul, que concede ao estabelecimento industrial além dos ganhos na eficiência da gestão ambiental, a possibilidade de incrementar em até 4% os incentivos fiscais concedidos.

             Medidas também contribuíram para a melhoria expressiva na eficiência energética da Fiação, sendo que em 2015, para cada tonelada de fio produzido, eram gastos 1.812 kwh. Em 2016 esse número caiu para 1.477 kwh por tonelada, o que mostra uma melhoria de 18,5% na eficiência da produção. Na fecularia, 100% do efluente gerado é tratado e Fertirrigado no pasto, auxiliando assim na adubação e no aumento da produtividade das áreas de pastagem da cooperativa. O sistema de tratamento conta com 2 biodigestores, que auxiliam numa redução de 85% o consumo de lenha na caldeira.

 Gestão Sakae Kamitani

   Por 38 anos a Copasul foi dirigida pelo fundador e presidente Sakae, que sabia que para uma cooperativa se manter no mundo do agronegócio, é preciso se atualizar e buscar novas áreas. Foi ele mesmo que havia colocado a meta de faturamento de 1 bilhão, projetada somente para 2020. Nos últimos anos a Copasul percebeu a necessidade dos seus cooperados e investiu na industrialização dos produtos, como na fecularia e na fiação. Além disso, na ótica do fundador Sakae Kamitani, a Cooperativa deveria ser sempre uma empresa escola, por isso, uma das prioridades é a difusão de conhecimento entre seus públicos.

    Para os próximos anos, o objetivo é continuar crescendo, sem deixar de lado a ótica visionária e os ensinamentos do fundador. “Neste sentido, a Diretoria Executiva em exercício, juntamente com todo o Conselho de Administração, Fiscal, Superintendência, time Gestor e colaboradores, com o apoio dos nossos associados, estaremos focados na continuidade do crescimento sustentável da nossa Cooperativa. Priorizando o fortalecimento dos nossos associados,
atendendo as demandas em comum, na busca do crescimento vertical e horizontal, agregando valor à produção e buscando novas fronteiras agrícolas dentro do Estado”, completou o Presidente da Copasul, Yoshihiro Hakamada.